Archive

Posts Tagged ‘estonia’

Mais algumas fotos

June 10, 2008 7 comments

Parque Kadrioru:

Kadrioru

Kadrioru

O tigre no zoológico e uma placa muito importante:

Tigre

Pra quem achava que aqui não tinha criancas (aff!):

Menininha

Andando pelo centro às quatro da manhã:

Super-Macarronada by eu mesmo:

Indo dormir ontem, foto tirada a meia-noite:

Semana que vem vou ter muitas fotos e coisas pra contar. Neste fim-de-semana vamos pra Tartu, a segunda maior cidade do país! Beijos!

Head aega!

Advertisements

Finalmente estoniano!

May 26, 2008 10 comments

No dia 25 de fevereiro eu deixei o Brasil e cheguei em Amsterdam no dia 26. Neste dia meu passaporte foi carimbado e eu era um novo turista na Europa. Isso quer dizer que por 90 dias eu poderia transitar dentro da União Européia livremente, mas depois de 90 dias eu deveria sair e ficar pelo menos mais 90 dias fora.

Noventa dias, três meses… !!! Amanhã completam 3 meses e eu passo a ser um ser ilegal na Europa!

Seria, se minha permissão de moradia na Estonia não estivesse ficado pronta na última sexta-feira. Esta permissão na verdade é um ID estoniano, como se fosse um RG. O meu é exatamente igual ao de qualquer outro estoniano, a não ser pelo item Nacionalidade (BRA) e a data de validade de apenas um ano.

Com este cartão eu posso:

– ser identificado, é claro;
– realizar transacões bancárias;
– usar o transporte público (veja mais abaixo sobre o transporte público);
– usar assinatura digital (usando um leitor de cartão plugado num computador);
– se eu fosse estoniano, poderia votar (pela internet inclusive, bastaria ter um leitor de cartão USB).


O ID

Transporte Público

Em Tallinn existem 4 opcões de transporte: os trams (bondes), os trolleys (ônibus elétricos), os ônibus convencionais e os ônibus expressos.

Algumas coisas em relacão ao transporte público aqui são bem diferentes do Brasil. Como:

– Eles param em todos os pontos, não importa se alguém deu sinal para descer ou subir. E todos os pontos da cidade têm um nome. Assim cada vez que o ônibus (ou tram etc) sai de um ponto a vozinha diz ‘Järgime peatus blablabla’ (Próxima parada blablabla). Quenem no metrô em SP;
– Não existe cobrador. Eles assumem que todos têm bilhetes válidos. Em horários e dias completamente aleatórios um guardinha passa verificando. Se você for pego usando transporte público sem bilhete paga uma multa equivalente a 100 reais. Até hoje, nesses três meses na Estônia, só vi esse guardinha uma vez, e eu vou e volto do trabalho de trolley todo dia. Este sistema também é utilizado em Amsterdam e em Berlim (onde aliás andei de metrô sem bilhete). Aliás, lembro que uma vez uma mulher ficou paradinha na porta olhando pra ver se algum guardinha ia subir no ônibus daí ela desceria pela porta de trás (todos podem descer e subir por toda e qualquer porta);
– Os ônibus expressos se diferenciam dos outros meios de transporte por estarem disponíveis somente nos horários de pico (algo como das 6.30 às 9.30 da manhã e da noite), por pararem em poucos pontos e por serem mais rápidos. Além disso guardinhas são bem mais frequentes nesses ônibus (amanhã será minha primeira vez num desses);
– Existem dois tipos de bilhetes: os de papel (os famosos ‘passes’) e o eletrônico. Até semana passada eu comprava os de papel. A cada viagem você entra no ônibus e põe o bilhete numa maquininha que tem lá dentro que carimba o bilhete com a data e a hora. Na próxima viagem o bilhete já não é válido mais. O bilhete eletrônico é comprado pela internet e usa o ID. Agora que tenho o ID eu entro no site do banco, escolho a opcão ‘comprar ticket de transporte público’, escolho qual quero comprar (de estudante ou normal, expresso ou não, data de validade) e realizo a transacão. Após concluir a compra eu recebo uma mensagem no celular com uma confirmacão. Na próxima vez que o guardinha me pedir o passe, eu entrego meu ID, ele coloca num aparelho e confirma que eu tenho o ticket. Comprei anteontem o bilhete de estudante de 30 dias para qualquer tipo de transporte inclusive expressos. Isso quer dizer que por 30 dias posso usar qualquer tipo de meio de transporte quantas vezes quiser e de onde e para onde quiser (dentro de Tallinn é claro). Isso custou o equivalente a 33 reais.

Mais passeios em Tallinn

Hoje a tarde saí com alguns dos outros trainees para tomar alguma coisa (suco de ameixa no meu caso, meu preferido na Estônia (já que o suco de laranja aqui é feito com laranjas de plástico)) e relaxar um pouquinho.

Aproveitei para tirar mais algumas fotos da Old Town de Tallinn, principalmente da Reakoja plats, a praca central da Old Town, cheia de mesinhas e restaurantes para turistas e locais relaxarem e curtirem o sol da primavera. Já comecou a temporada turística em Tallinn e hoje já vimos vários ingleses e orientais se divertindo pelas ruas estreitas da Old Town. Foi numa dessas mesas da Raekoja plats onde sentamos por um tempo, bem numa dessas aí abaixo.

Raekoja plats
Raekoja plats

Toompea castle
Castelo Toompea. Achei esta foto aqui e resolvi postar por ser uma construcão muito imponente bem no centro de Tallinn. É hoje o Parlamento Estoniano.

Acesso na muralha que cerca a Old Town.
Estas e todas as outras fotos que tirei hoje estão no meu Picasa.

Brinquedo novo

May 24, 2008 5 comments

Semana passada me dei ao luxo de me dar um presente depois de tanta pendenga. Gracas a um problema que tive com o banco, um dinheiro que eu havia mandado para o Brasil no mês anterior acabou voltando, daí usei este dinheiro por aqui mesmo e comprei o item da foto abaixo.

Nokia E51

É um smartphone Nokia E51, lancado oficialmente em novembro do ano passado (último mês de marco no Brasil).
Dentre outras coisas, o bixinho tem:

– Symbian 9.2 S60 v3.1
– 3G;
– MP3 player;
– Bluetooth;
– Infra-vermelho;
– Câmera de 2MP;
– 130MB de memória;
– Suporte para microSD;
– Quick office;
– Adobe PDF Reader;
– Wifi.

Não preciso nem dizer que o que mais uso é o wifi né. É uma coisa linda, ainda mais na Estônia que tem pontos de rede wireless pra tudo que é canto.
Precisa fazer uma ligacão pro Brasil? Conecta numa rede wireless random e liga pelo Skype. Simples assim 🙂 (Na verdade para ligar usando os créditos do Skype eu utilizo o Fring).
Também dá pra se conectar ao MSN e papear a vontade usando qualquer um dos muitos clientes Symbian ou J2ME que existem por aí.

Symbian S60 v3
Desktop do S60 v3.1

Com o Opera Mini fica fácil navegar em qualquer página web mesmo com a telinha pequena, já que o navegador oferece recursos de zoom muito fáceis de usar.

Opera Mini
Perdido is Lost! no Opera Mini

Além disso, Youtube, Google Maps, Nokia Maps, tudo ali no bolso. Perdido? Agora só o apelido mesmo 😉

Muitas das fotos que coloquei nos últimos posts foram tiradas com o celular. Apesar da qualidade não se comparar as fotos que eu tirava com a câmera, andar com o celular é muito mais prático.

Com o Quick Office dá pra visualizar arquivos do Microsoft Office. Infelizmente para poder editá-los tem que comprar a versão completa do programa…

Mais informacões e detalhes técnicos sobre o E51 podem ser encontradas no GSM Arena.

Fatos sobre a compra:

– Comprei o celular aqui por cerca de 65% do preco médio dele no Brasil;
– Fui nas lojas das três principais operadoras da Estônia (Elisa, EMT e Tele2) para ver os precos. O aparelho estava mais barato na loja da operadora Elisa, que tinha ainda um preco ainda menor para clientes Elisa (cerca de 300 EEK a menos) e outros precos mais baixos ainda para clientes de planos pós-pago.
Perguntei para o vendedor (que falava inglês perfeitamente) o que eu deveria fazer para comprar pagando o preco de cliente. Ele disse ‘basta você comprar o cartão SIM da Elisa junto por 50 EEK’. Daí eu perguntei ‘Ah, mas aí o celular vem bloqueado para aceitar somente cartões SIM da Elisa, certo?’, e ele respondeu ‘Não não, você pode usar qualquer cartão SIM que quiser.’
Então tá, paguei 250 EEK a menos, levei o cartão SIM da Elisa mas uso o celular com o cartão SIM da Tele2.
– No caminho pra casa pensei ‘Hmm, os manuais vão estar todos em estoniano…’. Quando cheguei abri a caixa e vi que tinha dois manuais e pensei ‘Caramba! O vendedor viu que eu não falava estoniano e colocou um manual em inglês pra mim!’. Quando abri vi que era um estoniano e outro em russo…

Aliás, ontem sai a noite e fico cada vez mais impressionado como TODO MUNDO fala inglês na Estônia. Show!

Head aega!

Tallinn -> Hospital -> Tallinn

May 4, 2008 7 comments

Recapitulando…..

No post anterior descrevi como foram as passagens por Amsterdam e Berlim. Agora vou falar um pouco como foi a chegada em Tallinn e falar da zica que aconteceu durante o mes passado.
Este post vai ser escrito sem qualquer tipo de acentuacao grafica devido ao teclado de layout sueco que estou usando agora. (Eh bizarro, merece um post a parte).

Cheguei em Tallinn no dia 29 de fevereiro, uma sexta-feira, e tinha um pessoal da AIESEC me esperando no aeroporto, onde tomei um shot de vodka estoniana com 80% de alcool e de onde fomos direto para o apartamento onde alguns trainees (Kike da Venezuela, Breno do Brasil e Mustafa da Turquia) moram para uma festinha de boas vindas.

AeroportoRecepcao no aeroporto de Tallinn: Eu (Brasil), Maris, Kike (Venezuela), Ott, Erkki, Elina, Kristi e Marina

No sabado e no domingo seguintes fomos conhecer a cidade e comer algumas comidas tipicas. Fotos aqui.
Na segunda-feira fui com a Kristi (minha buddy) abrirmos minha conta no banco Hanza.

O trabalho

Meu primeiro dia de trabalho foi na quarta-feira, na Aqris Software AS, uma empresa de desenvolvimento de software especializada em J2EE. Eh uma empresa pequena, com entre 30 e 40 funcionarios realizando desenvolvimento de sistemas internos e prestando servicos para varios outros clientes na Estonia e em outros paises da Escandinavia, principalmente Finlandia.

A empresa fica no predio do World Trade Center Tallinn. Mas ja esta planejada uma mudanca para um outro predio a ser realizada no segundo semestre do ano.

De quarta a sexta-feira fiquei apenas me ambientalizando com a empresa, lendo as informacoes na rede interna e conhecendo e aprendendo mais sobre as metodologias e tecnologias utilizadas.

A semana seguinte fiquei por conta de estudar Spring, um framework de desenvolvimento J2EE utilizado em praticamente todos os projetos da empresa. O negocio eh batuta, desde 2006 venho querendo estudar Spring, mas nunca tinha tempo. Agora consegui unir o util ao agradavel 🙂

Na outra semana iniciou um projeto novo, em que fui alocado. Desenvolver um novo sistema de gerenciamento interno da empresa, utilizando tecnologias de ponta: Java 6, Spring 2, Hibernate e GWT.

Predio do WTC Tallinn, onde fica a Aqris


Indo para o trabalho durante o inverno

A zica

Alguns dias antes de sair do Brasil comecei a sentir incomodas dores nas costas. Cheguei a ir no medico, que pediu um raio-X e disse ser apenas uma dor passageira por alguma contusao… me recomendou um pouco de repouso e remedios para dor.

Ao chegar na Estonia, a dor ainda nao havia melhorado. Claro, depois de uma semana viajando pela Europa carregando uma mochila de 70L, nao deveria melhorar mesmo. Fui num pronto socorro e o medico repetiu a mesma coisa que ja havia ouvido no Brasil.

Comprei mais anti-inflamatorios, que segundo o medico deveriam ser tomados por 5 dias. 5 dias, e nada da dor melhorar, pelo contrario, apenas piorava. Continuei tomando os remedios enquanto tentava marcar uma consulta com um medico especializado. Duas consideracoes aqui:

a) sempre odiei tomar remedios, seja compridos, seja (principalmente..) injecoes. Neste caso eu realmente fui imprudente e abusei dos medicamentos, pois as dores eram imensamente fortes. No periodo em que a dor estava pior (antes do colapso total), eu fiquei 2 semanas direto sem conseguir dormir. Minhas noites eram: 1 hora tentando dormir, 2 horas acordado andando de um lado para o outro no quarto ou tomando um banho quente (que relaxava e melhorava um pouco a dor).

b) o sistema de saude estoniano eh bom, mas o funcionamento eh complicado se voce nao tem um ID estoniano (meu caso naquela situacao) e por mais que eu estivesse tentando uma consulta com um medico especializado, demorei semanas ateh realmente conseguir.

No dia 13 de abril, um domingo, acordei e comecei a passar muito mal. Os outros trainees chamaram uma ambulancia que me levou ao hospital, onde descobriram a causa das fortes dores nas costas: uma ulcera no duodeno. Fiquei no hospital ate a quinta-feira seguinte, quando era pra ter sido liberado, quando de repente comecei a passar muito mal de novo, pior do que antes. Meia hora depois, eu estava na mesa de cirurgia sendo anestesiado.

Resumo: segundo os medicos, a ulcera estava bem avancada, o que significa que eu provavelmente ja a trazia desde o Brasil. Isso nao necessariamente quer dizer que as dores inicialmente fossem causadas pela ulcera, mas esta definitivamente piorou e muito as dores. A ulcera, por sua vez, foi ultramente agravada (ou iniciada) pelo uso continuo dos anti-inflamatorios. Ou seja, quanto mais remedios contra dor eu tomava, mais dores eu sentia. Fiquei mais uma semana no hospital depois da cirurgia, e fui liberado para ficar mais uma semana de repouso em casa. Amanha, dia 5 de maio, depois de praticamente um mes fora, volto a trabalhar.

Mudanca

Patinhos muito comuns em Tallinn, ainda no inverno

Durante este mes de abril que passei praticamente inteiro no hospital, as coisas mudaram.

A primavera chegou e Tallinn eh uma cidade muito mais agradavel do que antes. A temperatura varia de 12 a 20 graus. As arvores estao cheias de folhas e a grama esta num verde muito bonito mesmo depois de meses enterrada sob a neve. Como o verao esta chegando, os dias estao mais longos. O sol esta nascendo em media 5 e meia da manha, e se pondo 9 e 30 da noite. Na verdade, agora sao 9 e 40 da noite aqui, e ainda esta um pouco claro.

Hoje fomos para a casa do Gabo fazer churrasco. Abaixo uma foto, tirada pelo Javier (Espanha). Reparem como todos estao sem blusas!

Carlos (Rep. Dominicana), Eu (Brasil), Gabo (Bolivia), Marc (em pe, Espanha), Mustafa (sentado, Turquia).

Agora nao moro mais no hotel. Estou morando no apartamento dos trainees. O Kike esta passando um tempo na Rep. Tcheca e depois ele vai se mudar para a Malasia e eu vou ficar por aqui.

Vista da janela do meu novo quarto. Foto tirada as 21:15.

Depois vou tirar e postar mais fotos de onde estou morando agora e de como Tallinn esta mais legal agora 🙂

Abracos!